Go to Top

Registro de Saneantes (produtos de limpeza) na ANVISA

Registro de produtos de limpeza na ANVISA

Empresas que atuam com Saneantes e Domissanitários necessitam de registro dos produtos e  de licença de funcionamento emitida pela ANVISA para operar legalmente em território brasileiro.

Nossa equipe está apta para auxiliar em todas as questões técnico regulatórias, no cadastro dos produtos e emissão das autorizações e licenças necessárias para a legalização da empresa pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

No ramo de itens saneantes e domissanitários (produtos de limpeza em geral), atendemos empresas importadoras, fabricantes, distribuidoras, transportadoras e armazenadoras, solucionando com rapidez e tranquilidade toda a burocracia que envolve a regularização junto aos órgãos fiscalizadores.

Trâmites realizados

    • Cadastro e registro de empresas  e produtos em geral;
    • Certificado de venda livre para saneantes;
    • Notificação de saneantes Grau I;
    • Registro de saneantes Grau II;
    • Renovação de registro de saneantes Grau II;
    • Alterações e atualizações em geral.

 

Produtos Saneantes e Domissanitários Grau I

    • Alvejantes/branqueadores
    • Desincrustantes
    • Detergentes
    • Finalizadores (amaciantes, lustradores, ceras para piso, facilitadores de passagem de roupas, polidores, engomadores de roupas)
    • Neutralizadores de odores, Removedores
    • Sabões (sabão), Saponáceos

Saneantes e Domissanitários de Grau II

    • Desincrustante ácido, Desincrustante alcalino
    • Desinfetantes
    • Desodorizante de superfícies e ambientes
    • Esterilizante, Fungicida, Algicidas
    • Potabilizador de água, Água sanitária
    • Inseticidas, Jardinagem amadora
    • Moluscicidas, Raticidas, Repelentes

.

Nosso trabalho é descomplicar a burocracia regulatória.

Envie uma mensagem com detalhes sobre sua necessidade, com certeza podemos ajudar.

Importante: Somos uma empresa que atua com consultoria e assessoria para assuntos regulados pela ANVISA. Possuímos vasta experiência nos trâmites e procedimentos que nos permite facilitar a regularização de produtos e empresas. Porém, destacamos que não representamos o órgão ou fazemos parte da equipe de servidores da ANVISA.

Continue lendo textos relacionados

AFEs terão validade em todo o território nacional – Notícias

Começa a vigorar no próximo domingo (17/5) a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 374/2020, que altera a RDC 345/2002 para adequação à Lei 13.043/2014, que por sua vez altera o prazo de vigência da Autorização de Funcionamento de empresas interessadas em prestar serviços de interesse da saúde pública em portos, aeroportos e fronteiras.  A principal mudança introduzida pela norma é que a Autorização de Funcionamento de Empresa (AFE) passa a ser

Continue lendo

Gov.br: Anvisa lança mais 18 serviços – Notícias

A Anvisa disponibilizou mais 18 serviços na plataforma digital do Governo Federal, o Gov.br. Trata-se de mais um passo no processo de transformação digital da Agência, que tem como objetivo melhorar o acesso dos usuários e o atendimento das demandas, além de otimizar o trabalho dos servidores e os recursos disponíveis.  Quer saber as notícias da Anvisa em primeira mão? Siga-nos

Continue lendo

Recurso administrativo já pode ser solicitado pelo gov.br – Notícias

A Anvisa lançou mais sete serviços na plataforma digital do Governo Federal (Gov.br). Todos eles são relacionados à apresentação de recursos administrativos em primeira instância contra decisões das áreas técnicas da Agência.  Podem ser pedidos pelo gov.br os recursos dos seguintes assuntos: alimentos, agrotóxicos, cosméticos registrados, cosméticos notificados, certificação de boas práticas de fabricação (CBPF), produtos controlados e regularização de produtos de Cannabis.   A interposição de recurso administrativo é um mecanismo usado por empresas para solicitar a revisão de decisões

Continue lendo

Monitoramento de dispositivos médicos: aprovadas CPs – Notícias

A Diretoria Colegiada da Anvisa (Dicol) aprovou, nesta terça-feira (21/7), a realização de consultas públicas para proposta de resolução sobre o monitoramento econômico de dispositivos médicos e duas instruções normativas relacionadas ao tema. A ideia é realizar uma revisão da  Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 185/2006 a fim de contribuir para a redução da disfuncionalidade do mercado de dispositivos médicos no Brasil.   As consultas públicas foram aprovadas por unanimidade na

Continue lendo